Viagem para o Maranhão: São Luís

Centro Histórico - São Luís do Maranhão

Centro Histórico de São Luís do Maranhão.

 

A preservação da história neste lugar é incrível: a sensação que tive foi de que entrei em uma máquina do tempo e rebobinei para a época da realeza. Eu fiquei no centro histórico e foi a melhor decisão que tomei. Por sorte escolhi a Pousada Portas da Amazônia, que faz mesmo a gente viajar no tempo. O proprietário manteve as características principais do prédio apenas revitalizando os ambientes e aparelhando a estrutura. Escolhi o quarto por conta da vista, que dá direto para a rua: é uma delícia ficar observando o povo passar enquanto trabalho aqui nos posts do blog.

São Luís é a única cidade brasileira que foi fundada por franceses, e isso aconteceu em 1612. Logo depois sofreu diversos ataques e foi invadida pelos holandeses, que alguns anos depois também perderam a cidade, desta vez para os portugueses. Em 1997, ela foi considerada pela Unesco como patrimônio cultural da humanidade.

O setor industrial da cidade é bem desenvolvido, por ter uma posição estratégica entre o Norte e o Nordeste do Brasil. Além disso tem um porto de fácil acesso aos países que mais importam produtos brasileiros, e por isso é fundamental para o comércio exterior do país.

Eu encontrei com um amigo do couchsurfing que me deu algumas dicas de lugares para conhecer. Amei todas e vou indicar aqui no post pra você.

Onde ficar?

Procure ficar no entorno do centro histórico ou próximo das praias nos bairros Calhau e São Francisco, que conta com vários hotéis. Se quiser, você pode optar também pelo couchsurfing, que tem grande oferta e que te proporciona um outro tipo de experiência.

Como eu disse, optei pela Pousada Portas da Amazônia. Apesar de ter preservado com excelência o ambiente histórico, ele tem uma estrutura moderna com conexão wifi ótima e tudo que é necessário para uma boa estadia. Como a construção é antiga, os quartos são bem amplos com a mobília no estilo colonial e tudo muito elegante. O atendimento é muito bom e completa a experiência incrível que tive lá.

Onde comer?

A comida típica de lá é o Arroz de Cuxá, que é temperado com uma erva chamada vinagreira. Ele é bem gostoso e a maioria dos restaurantes oferece esse prato.

Rei do Beijú Recheado: essa é aquela tapioca que você não pode deixar de provar. É uma delícia! A barraquinha fica bem no miolo do centro histórico.

Rei do Beiju - São Luís do Maranhão

 

Hiper Mateus do Jardim Renascença: pedi pro meu amigo me levar em um lugar em que eu pudesse comer alguma coisa que não fosse comida típica. Fui com o nariz meio torcido quando ele me disse que ia me levar pra almoçar no mercado. QUE SURPRESA BOA! Amei ter almoçado ali, tudo bem fresquinho e delicioso. E tem um sorvete divino logo na saída do restaurante.

Onde ir?

Centro histórico: comidas típicas, azulejos antigos e quase toda cultura maranhense concentrada em um só lugar. Você vai encontrar diversos elementos culturais em arquitetura, arte e muito mais nos vários casarões e museus.

Palácio dos Leões: A casa do Governador vale uma visita. O visitante tem acesso a uma pequena parte do palácio, o pensamento voa imaginando o interior da parte privativa. A ala reservada para os visitantes nao é muito grande, mas é recheada de obras de arte e lustres loucas e lustres das marcas francesas mais nobres e antigas.

Casa do Maranhão: indico muito a visita guiada gratuita, feita nesse local. Ali dá para saber bastante coisa sobre a história e a cultura do Maranhão.

Centro Cultural Mestre Amaral: busque a programação do Tambor de Crioula. Inclusive tem dias que não há apresentações e ele oferecem uma aula pra aprender a dançar tambor (uma dança típica maranhense).

Espigão Costeiro: recomendo visitar ao entardecer, para ver o pôr do sol no pier. É um ótimo lugar para caminhadas noturnas porque conta com uma ótima iluminação e diversos bares e restaurantes. Há um trapiche (pier) e nas altas marés a sensação é que você está cercado pelo mar. Costuma ventar muito por lá, então leve um casaquinho nas noites mais frescas. 😀 Fica num bairro chamado Ponta D’Areia. É legal, mas nem tanto.

Espigão - São Luís do Maranhão

 

Bar do Nelson: O reggae é bem forte Maranhão e aqui é o único lugar do mundo em que se dança reggae agarradinho.

Bar do Léo: Um bar que é uma espécie de museu. Tem algumas coleções antigas que preenchem as paredes. O que mais me chamou atenção foi a coleção de LP’s e vídeos cassete. O bar fica dentro de uma feira e as mesas do bar são antigas máquinas de costuras.

Cafofo da tia dica: No centro histórico, bem pertinho de onde me hospedei.

Fonte do Ribeirão: ela fica perto da praça João Lisboa. Em alguns domingos rola música e hambúrguer por lá. Existe uma lenda que fala de um túnel que passa por baixo da fonte e dizem que era para os padres irem de uma igreja à outra no intervalo das missas para não perderem tempo. Mas essa é só uma das várias lendas locais!

Fonte do Ribeirão - São Luís do Maranhão

 

Mirante da Lagoa da Jansen: No mirante da pra ver a escultura de uma cobra que representa mais uma das lendas, que fala de uma cobra gigante que um dia pode colocar a ilha de São Luís abaixo. A lenda conta que a cabeça da cobra tá na fonte do ribeirão e o rabo em algum lugar em de São José de Ribamar.

Todos os domingos tem feirinha na Praça Benedito Leite. Quase sempre tem uma banda de Cacuriá, uma das danças da cultura popular do Maranhão (é bem sensual).

Na Rua das Rendeiras, você vai encontrar algumas senhoras vendendo as peças que elas mesmo produzem. E se você levar sorte pode até encontrar uma delas confeccionando sua arte ali mesmo. É lindo de ver, amo trabalhos manuais!

Passeios Pertinho de São Luís

Raposa: é uma vila de pescadores e rendeiras (as rendas são lindas). Sai um ônibus de linha normal que parte de vários pontos em São Luís e que te deixam já na Raposa. Lá você pode pegar um barco pra fazer o passeio até as Fronhas Maranhenses. Consulte detalhes sobre o passeio neste whatsapp: (98)99602-4377 que é da Fox Turismo. Eles tem passeios de 30 e 45 reais.

Nas proximidades tem também Alcântara, a cidade das ruínas, que é um passeio para um dia inteiro. Para chegar lá tem que pegar um barco ou um catamarã (um tipo de embarcação) no cais da Praia Grande (que fica bem próxima ao centro histórico). O barco de passeio vai para lá pela manhã e volta só a tarde. Conta com horários variados dependendo das marés altas e baixas. Dá pra consultar os horários de uma das embarcações neste site aqui. Os horários dessa embarcação variam em relação a opção do catamarã e os valores ficam na média de 30 reais, ida e volta.

Ruínas - São Luís do Maranhão

 

Lençóis Maranhenses: é daqueles “clichês” que não tem como deixar de conhecer. Pra quem vai a São Luís e não tem tempo existe um bate e volta para conhecer. Os  preços variam entre 160 e 200 reais, mas dá pra pesquisar e pechinchar. Só tenho o contato da Kennia (98) 98806-7406, mas como eu disse, há outras opções.

Lençóis Maranhenses - São Luís do Maranhão

 

* Dica: Experimente a tiquira. É uma cachaça feita de mandioca. A cor roxa é porque na mistura vai a casca da tangerina e ao repousar ela vai pegando essa coloração.

 

Beijos e qualquer coisa, conte comigo!

Gi Salvatti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *